27/02/2015  |  Comportamento, Consumo, Destaques, Reflexões
Quanto vale a sua roupa?

A lógica de comprar uma roupa nova, aquela que combina com você e faz seu coração bater mais forte parece muito simples se você possui o valor suficiente para levá-la pro seu armário, certo? Errado. O senso comum, infelizmente representado em grande maioria por pessoas ligadas ao mundo da moda {com licença poética para as exceções}, levanta uma bandeira que contradiz veementemente a ideia de usar as possibilidades que o mundo fashion oferece para se expressar através da roupa que você escolhe.

Se você é desse mundo, com certeza teve conhecimento da polêmica envolvendo a cantora Anitta no inicio da semana. Para refrescar a memória: A cantora foi ao casamento de Fernanda Souza e Thiaguinho na última terça (24) com um pretinho básico autêntico Versace – só que para Riachuelo – fato que atingiu proporções imensas quando internautas publicaram o valor da peça, R$ 349,90 (ou R$ 79,90 caso ela tenha adquirido a peça com remarcação de preço). Para estas pessoas que reverberaram de uma forma negativa a escolha da cantora, deve parecer surreal uma pessoa com grana com ela usar uma peça com um valor tão justo para ir a uma festa de casamento de um global. Então vamos lá…

sale

Só para constar, Anitta estava linda e era uma das mais bem vestidas da noite, ostentando entre fendas e decotes do seu (agora famoso) vestido preto, as curvas da sua sensualidade já conhecida por todos e mandou um recado para os recalcados: “Não me visto para mostrar para os outros quanto eu tenho no banco. Visto para me sentir maravilhosa, e é assim que estou me sentindo hoje”, disse em entrevista a um site de celebridades.

Então, qual o problema? O problema é que, para essas pessoas, se vestir bem está diretamente associado a gastar pequenas fortunas, sendo diferente, a produção perde completamente seu valor e a polêmica acontece. E na minha opinião, já que Anitta defende tanto que seu bom gosto independe do valor do look, naturalmente a polêmica seria neutralizada se ela tivesse assumido desde o início a origem do seu vestido que, segundo ela, foi um presente da Riachuelo, marca para a qual a cantora desenvolveu uma coleção. Ela não negou, mas também não disse desde o início que se tratava, então, de um Versace para Riachuelo. Uma infelicidade.

Não estou aqui levantando a questão do valor que as lojas de departamento cobram pelas coleções assinadas por grandes estilistas/marcas – talvez este seja assunto para um outro post! Quero convidar você a avaliar a quão descabida é essa polêmica do vestido da Anitta, em tempos de uma indústria com preços cada vez mais absurdos – sorte a nossa que, paralelo a isso, a oferta cresceu e tornou a moda mais acessível o que significa que podemos encontrar o famoso vestido preto maravilhoso na Riachuelo mais próxima da nossa casa (e o melhor, por menos de R$80 reais)
anitta-vestido-versace-riachuelo

{Anitta no casamento de Fernanda e Souza e Thaiguinho. São Paulo, 24/02/2015}

Moral da história: apesar da omissão, Anitta deu uma grande lição de estilo. Chamou atenção, virou notícia, estava linda com um vestido que custou uma bagatela. Provou que para estar bem vestida, diferente do que se pensa, é necessário ter boas escolhas e não necessariamente muito dinheiro na conta. Uma peça cara, de grife tem seu lugar e, mais do que uma compra por status é um investimento que dura a vida inteira. Mas é nossa obrigação, enquanto entusiastas do mundo da moda, sustentar a bandeira do consumo consciente e dissipar uma discussão vazia de pessoas atrasadas que insistem em associar dinheiro a bom gosto (alguém lembra de Lady Kate?!) Para finalizar, uma frase de Gloria Kalil que sintetiza todo meu texto: “Moda é oferta, estilo é escolha!”

Fotos: Reprodução

25/02/2015  |  Achados, Decoração, Destaques, Doce Lar
Decoração: sofás que fazem a diferença

Quando se pensa em uma sala, o sofá é o primeiro item que fazemos referência, muito pela sensação de aconchego e interação que ele transmite, com vocês é assim também? Não tem como pensar em uma recepção em casa, ou naqueles dias de descanso acompanhado por um bom filme e uma bacia de pipoca, sem um sofá convidativo e cheio de almofadas – não tem nada mais aconchegante. Eu sou apaixonada por esse item de decoração! E, com tanta imponência, nada mais justo que ele seja super original também, para compor a decoração da área comum da nossa casa com toda pompa e circunstância. Olha que diferentes estes modelos que eu encontrei:

sofá_adrianabarra

Este primeiro foi amor à primeira vista. Grande, confortável e colorido, este modelo tem a estampa assinado pela estilista Adriana Barra, conhecida por suas peças alegres e criativas. Gosto da forma como ele compõe o ambiente predominantemente neutro trazendo muita personalidade a esta sala. As almofadas são em padronagens diferentes, mas obedecem a mesma cartela de cores e fazem do sofá uma grande atração. Levaria para minha casa tranquilamente.

sofáquedrado

Este segundo ambiente tem vários elementos que me chamam atenção. Observe a parede acima da lareira, revertida com ladrilhos hidráulicos (essa textura merece um post só dele, aguardem) como fica lindo contrastando com o sofá claro. Este sofá, aliás, é prova que pra ser bonito não precisa ser, necessariamente, um modelo “tradicional”. Ao invés de um sofá com 3 ou 4 lugares, duas opções iguais em tamanho menor, dispostos de forma simétrica – ideal para uma reunião de família ou amigos, dá pra todo mundo interagir.

sofacapitonê

Este último, eu arrisco dizer que é o meu favorito. Na verdade eu me encantei com este sofá estilo “casa de vovó” que ficou todo moderninho com esta estampa rosa e vermelho, mas também com todo o ambiente e o efeito que os utensílios coloridos trouxeram para esta casa. Mesmo o sofá sendo rosa, a parede azul, o fogão vermelho e o aparador amarelo, criou-se uma estética harmoniosa. Para alguns este é um ambiente com muita informação, para outros é apenas uma casa cheia de personalidade – eu fico com o último.

E você, qual o seu favorito?

Fotos: Reprodução

24/02/2015  |  Beleza, Bem-Estar, Cuidados, Dia-a-Dia, Dicas
Testei: Lenços Removedores de Maquiagem Ricca

Eu já falei uma centena de vezes no blog, no Instagram (já me segue?) e na vida real que eu sou daquele tipo de mulher que  carrega a vida dentro da bolsa. Mas, olha, preciso me defender. Se você abrir minha bolsa vai perceber que eu carrego coisas realmente úteis, sabe? Daqueles que podem te salvar de um momento de apuros, ou simplesmente algo que pode te ajudar a arrumar a maquiagem borrada depois de várias horas na rua.. Pois bem, exageros à parte, esta é a função do produto que eu vou mostrar hoje, depois de um tempinho de cadeira cativa na minha bolsinha salva-vidas!

DSC_0686

Eu descobri os Lenços Removedores de Maquiagem Ricca meio por acaso, quando tava comprando umas coisinhas {a marca tem uma linha bem vasta de acessórios para cabelos como chiquinhas, piranhas, elásticos} e, como já sou consumidora há um tempinho, resolvi provar. Acho super útil ter lencinhos desse tipo para qualquer emergência do dia a dia: higienizar as mãos, limpar a roupa que sujou na hora do almoço (eu, sempre!) ou da uma retocada no visual, é uma mão na roda. Estes lencinhos da Ricca me ganharam por dois motivos: primeiro pela embalagem super compacta e fofa (olha esse animal print rosa, gente!) e sistema “abre fácil”, a segunda e mais importante, pelo fato do produto trazer em sua fórmula extratos de Aloe Vera, Chá Verde e Vitamina E, combinado que garante um alto poder de hidratação à nossa pele.

DSC_0684

Sabe como tenho usado muito ele? Para remover a maquiagem mais pesada, primeiro eu tiro o excesso com os lencinhos, depois uso um demaquilante mais potente, super quebra o galho (especialmente naqueles dias em que bate a preguiça de cuidar da pele a noite, quem nunca?). Estou gostando tanto que já estou na terceira embalagem! Sem falar que o precinho é super camarada, a embalagem do 20 unidades custa em média $8 (preço que pode variar de acordo com a região)

Resumo total: Super vale a pena! Virou queridinho!!

Fotos: Sutiã de Bolinha

23/02/2015  |  Beleza, Cabelos, Campanhas, Consumo, Destaques
Um Creme Para Pentear ideal para você!

Diante de vários tipos de cabelo e de tanta variedade no mercado, as vezes fica difícil escolher quais os produtos ideais para nossa necessidade, não é? Sendo assim, só mesmo uma marca que é referência no assunto para lidar com essa diversidade da uma forma tão sensível: oferecendo as consumidoras o produto certo para seu tipo de cabelo e efeito que deseja!

IMG_20150131_091408

Recentemente recebi de presente da Seda, uma caixinha linda contendo quatro das principais versões de cremes para pentear da marca, me convidando a descobrir qual funcionaria para mim. Seja qual for o seu tipo de cabelo, Seda tem o produto certo para você! E pra provar que é possível, a marca que é unanimidade quando o assunto é cremes para pentear e sprays finalizadores, lançou uma ferramenta que #VAIQUEVAI ajudar você a colocar a criatividade em prática e arrasar nos penteados: Um canal com dicas de penteados e looks para os mais diversos tipos de cabelo.

No Canal da Seda no Youtube você tem acesso a vídeos curtinhos e muito bem produzidos ensinando o passo-a-passo dos mais diversos penteados: ideias para balada, para ir à escola, para um passeio com as amigas, enfim, para qualquer que seja a ocasião! Agora no verão, então, nada de deixar o cabelo solto, é só escolher o Seda perfeito para seu tipo de cabelo e #VAIQUEVAI arrasar por aí!

seda_app

A ferramenta também esta disponível na versão mobile: A Seda criou um aplicativo, disponível para os sistemas Android e iOS, que permite que você tenha acesso ao conteúdo exclusivo onde quer que você esteja, na palma da sua mão! Lá é possível filtrar os vídeos a partir do tipo e do comprimento do seu cabelo e escolher uma dica pra por em prática e tirar onda com as amigas!

aviso_publieditorial

23/02/2015  |  Celebridades, Destaques, Dia-a-Dia, Look das Famosas, Looks
Aero Style: Hi-Lo

Depois de semanas de muita agitação cumprindo a agenda intensa pré carnavalesca, Sabrina Sato embarcou para o Japão, onde deve passar uma pequena temporada gravando matérias para o seu programa de TV. Ela embarcou com equipe e assesores no Aeroporto de Guarulhos no último final de semana com um look um tanto polêmico, mas bem interessante: este á um exemplo bem certeiro do estilo “higw-low” ou (“alto-baixo”), quando se utiliza peças bem básicas como base (nesse caso o jeans detonado e a camiseta branca simples) com peças mais caras e de efeito como é o caso do casaco preto jogado nos ombros, das botas e da bolsa – ambas da Chanel, juntos, avaliados em mais de $20mil. O toque descontraído da produção ficou por conta do cabelo preso num coque alto, brincos grandes e camisa quadriculada amarrada na cintura. Conforto e estilo para horas e horas de vôo.

sabrina_japao

Sabrina e seus looks. Nunca passam despercebidos!

Foto: Reprodução/Ego
Montagem: Sutiã de Bolinha