27/01/2016  |  Destaques, Entrevista, Tatuagens
Sutiã de Bolinha Entrevista: Luana Dórea

Quando se fala em tatuagens em Salvador, Luana Dórea é um dos principais nomes que se ouve. Seja pelos traços característicos de uma exímia e talentosa artista plástica ou pela herança artística – Luana é filha de Bingha, um dos maiores tatuadores do Brasil – ela tem conquistado seu espaço profissional com muito talento e precisão – literalmente. O seu espaço de trabalho, localizado no conhecido Bingha Studio, chama atenção pelos detalhes tipicamente femininos, mas seus traços marcantes e ao mesmo tempo delicados entregam a sua trajetória profissional: Apesar das boas referências, Luana Dórea conquistou uma legião de fãs e clientes por mérito próprio. Conheça um pouco do trabalho dela através deste bate papo exclusivo.

LuanaDorea

Sutiã de Bolinha: Com quantos anos você fez a sua primeira tatuagem?

Luana Dórea: Com 17 anos, uma estrelinha no pulso, que meu pai fez!

SB: É impossível falar de tatuagem aqui em Salvador sem lembrar-se do seu pai, Bingha, um dos nomes mais requisitados e reconhecidos. Como foi o seu caminho até virar tatuadora? Rolou muita influência ou foi uma escolha natural?

LD: Desde criança sempre convivi com as centenas de desenhos e lápis de cor espalhados pela casa. Tenho desenhado a vida inteira, e me formei em artes plásticas na UFBA. Acho que, no fundo meu pai sempre esperou que eu fosse seguir os seus passos, por isso sempre estimulou o meu lado artístico. Abraçar a tatuagem foi algo natural.

SB: Você já sofreu algum preconceito por conta das várias tatuagens? E por ser mulher e ser tatuadora?

LD: Nunca sofri nenhum preconceito por causa disso, mas as pessoas costumam me aconselhar a não fazer mais, porque já tenho muitas! Ser  mulher e tatuadora sempre causa um certo espanto em algumas pessoas. Muitas delas vêem meus trabalhos e duvidam que tenham sido feitas por uma mulher. Mas as mulheres estão ganhando cada vez mais o seu espaço nessa arte, e eu espero contribuir com isso!

LuanaDorea_Ateliê2
{ feminilidade é a marca registrada do seu espaço de trabalho, localizada no Bingha Studio}

SB: Quantas são ao todo? Pretende fazer mais?

LD: Sempre perco as contas, mas acho q são em torno de 17! Lógico que pretendo fazer mais!! Ainda tenho muitas idéias e planos para novas tattoos!

SB: Como você as escolhe?LD: Minhas tattoos são baseadas em coisas que eu gosto, como referencias de desenhos animados e livros, e imagens que acho fofas. Gosto bastante de desenhos femininos e delicados.

SB: O que te inspira na hora de desenhar?

LD: Músicas que ouço, livros que leio, mangás e animes e obras de artistas que admiro. Adoro contos de fadas, temas de piratas e princesas, coisas desse tipo!

SB: Como você se mantém informada e atualizada com o que esta acontecendo de novo no ramo?

LD: Estou sempre pesquisando o tema na internet, e a timeline do meu instagram tá sempre cheia de tatuadores!

 SB: Com quantos anos decidiu que queria seguir os caminhos do seu pai na tatuagem.

LD: Não sei ao certo dizer com quantos anos isso aconteceu, mas acho que me estabeleci na profissão após a minha formatura na faculdade de artes.

LDTattos
{ algumas tatoos feitas por Luana Dórea. Créditos: Instagram @luanadorea}

SB: Como você analisa o mercado de Salvador no ramo da tatuagem?
LD: O mercado cresceu muito, hoje temos muitos studios de qualidade e artistas muito bons e especializados. Inclusive muitas outras mulheres na área!

SB: Seu publico é predominantemente feminino ou é dividido?
LD: Eu diria que o meu público é 60% feminino. Acho que o fato de eu ser mulher encoraja o público feminino. Mas adoro atender os homens, pois eles em geral fazem mais tattoos em tamanhos maiores, onde eu posso expressar um pouco mais da minha arte!

SB: Saberia dizer aproximadamente quantas tatuagens já fez?
LD: Impossível dizer… Na minha sala do studio eu guardo muitos dos desenhos que já fiz, e acabei preenchendo uns 4 ou 5 murais com os desenhos mais legais!

SB: Planos de carreira? Sei que você viaja muito e tem um irmão que tatua fora do país… Pensa em sair de Salvador?
LD: O Diego, meu irmão mais velho, trabalha num studio em Zurique, e está fazendo o maior sucesso! Gostaria muito de trabalhar fora, mas ainda acho que preciso melhorar muito o meu trabalho e o meu portfolio antes de tentar uma carreira internacional. Ainda tenho muito a aprender!

LuanaDorea_momentos
{Luana e seus instrumentos de trabalho; tatuando o pai Bingha e exibindo seus lindos desenhos}

 

Fotos: Camila Gonzaga | Reprodução Instagram @luanadorea

Serviço:
Luana Dórea Tatoo Artist | @luanadorea
Bingha Tattoo Studio Av. Marques de Leão, 156 – Barra
(71)3264-5322
Salvador- Bahia

20/05/2012  |  Tatuagens
Um sonho: minha tatuagem!
Vocês não fazem idéia de como estou feliz em fazer este post. Vou começar pedindo desculpas pelas fotos (toscas!) de celular, mas eu precisava compartilhar com vocês a minha primeira tatuagem, especialmente depois de ter feitos dois posts sobre o assunto (aqui e aqui), o que aliás serviu para que a mamis – até então super resistente à tatuagens – consentisse e me liberasse pra fazer a minha. Sim, sou dessas meninas obedientes. kkkk
É importante estar bem segura (o) quanto ao desenho e o lugar que se quer tatuar, afinal além de ser uma coisa permanente (a não ser que você pretenta tatuar o nome do amado e, caso termine, se jogar nas sessões de laser, kkkkk), ainda existem algumas restrições em ambientes de trabalho mais formais. Eu, por exemplo, amadureci essa idéia desde muito nova, portanto foi uma atitude totalmente responsável. Outra coisa importante: não importa o que os outros vão pensar, sua tatuagem tem de agradar você.
Sobre o significado: esse desenho é de origem celta, a chamada “estrela de três pontas” ou Triskele (lê-se triskel), que significa as tríades da vida em eterno movimento e equilíbrio: mente corpo e alma, céu mar e terra, nascimento vida e morte. Desde que conheci esse significado, me identifiquei com esses elementos e resolvi que queria essa marca em mim. Que emo! Mas é serio.. achei bacana, diferente e me apaixonei.   

Sobre o que senti: Dói, gente. Não adianta mentir – apesar de ter gente que jura de pé junto que não sente nada, essa região (panturrilha) tem muitas terminações nervosas, o que significa que em alguns pontos, pode doer mais do que em outros – exatamente como aconteceu comigo. Mas assim, garanto que é uma dor perfeitamente suportável (especialmente para nós mulheres que estamos acostumadas com cólicas, depilações e afins) e no final super vale a pena. 


Outra coisa fundamental é pesquisar sobre a qualidade do estúdio e, de preferência, ter boas referências da pessoa que vai te tatuar. Eu escolhi Luana Dórea,  pois ja tinha visto alguns dos seus riscos e porque seu trabalho foi  super bem recomendado  por pessoas que eu conheço. Não me arrependi. Além de uma baita profissional, ela tem um risco super preciso. ( vou fazer uma postagem especial mostrando o studio lindo dela).

Bom, é isso: Estou no 12º dia que fiz a tatoo e não tive maiores problemas. Estou fazendo uso de Bepantol duas vezes ao dia e esperando a “casquinha” sair por completo – após alguns dias começa a cicatrizar e formar uma camada mais áspera, que não pode ser removida pra não prejudicar o desenho original. Quando tiver totalmente cicatrizada, eu tiro uma foto mais digna e mostro pra vocês.

E aí? O que acharam?
10/02/2012  |  Imagens, Inspirações, Tatuagens
Mais tatuagens lindas
Ano passado eu fiz um post sobre tatuagens que foi muito produtivo! Além de compartilhar  imagens super inspiradoras, eu consegui que minha mãe – que não queria que eu fizesse tatuagem de jeito algum – cedesse ao meu desejo de adolescência. 
E daí que quase um ano depois, com a idéia mais madura, eu finalmente tomei coragem de me riscar. Calma, ainda não tenho fotos! O próximo passo era escolher uma pessoa de confiança, já que precisa sair tudo perfeito. Já está quase tudo certo. Marquei minha sessão para depois do carnaval… Logo logo eu volto aqui pra compartilhar com vocês a realização desse sonho. Por enquanto, fiquem com mais imagens lindas!

Fotos: Reprodução